Conselho do Fundo de Amparo ao Trabalhador não define como cobrirá o rombo do FAT

O FAT quer que o BNDES devolva parte do dinheiro repassado pelo fundo para cobrir o rombo, que é estimado em R$ 12 bilhões em 2014.

Na última semana de outubro, os integrantes do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) devem continuar o debate sobre os 40% dos valores arrecadados pelo FAT e repassados ao o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

"Na reunião do dia 10, foi feito um remanejamento superficial, mas não foi definido como será coberto o rombo do FAT estimado em R$ 12 bilhões em 2014. Não foi retirado nenhum real do BNDES", disse Sérgio Luiz Leite, Serginho, 1º secretário da Força Sindical e representante da Central no Conselho do FAT (Codefat).

Para Serginho, os trabalhadores devem ficar atentos à saúde financeira do FAT (fonte do seguro-desemprego) porque acorda sempre arrebenta do lado mais fraco, ou seja, precisamos garantir os recursos para pagar este benefício.

Segundo o jornal Valor, o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) chegaram a um acordo para realocar recursos do fundo que haviam sido repassados ao banco.

O dinheiro será destinado para programas de geração de emprego e renda. Esses programas são considerados prioridade pelo conselho, mas o fundo, que está operando em déficit, não tinha recursos para destinar a essas linhas.

Depois de o Fundo de Ampara ao Trabalhador (FAT) pedir que o BNDES devolvesse recursos repassados pelo fundo, o banco propôs realocar cerca de R$ 2,5 bilhões de programas de financiamento à infraestrutura e exportação, que também utilizavam recursos do fundo, para outros como o FAT Fomentar, que financia micro e pequenas empresas. A proposta foi aceita pelo conselho.

"Na realocação proposta prevalece a aplicação em programas de financiamento a micros e pequenas empresas, que é o objetivo do FAT", ressaltou o presidente do Codefat, Quintino Severo.

Apesar do acordo feito, FAT e BNDES devem travar novas disputas por recursos. Pela legislação, 40% dos valores arrecadados pelo FAT devem ser repassados ao banco. Mas, segundo o fundo, em caso de a operação estar deficitária, o FAT pode pedir parte do dinheiro de volta.

O FAT quer que o BNDES devolva parte do dinheiro repassado pelo fundo para cobrir o rombo, que é estimado em R$ 12 bilhões em 2014. O FAT já comunicou ao banco que, caso o Tesouro Nacional não cubra o déficit, pedirá recursos de volta. Isso seria feito porque o conselho não quer utilizar o patrimônio do fundo para cobrir o déficit, como já aconteceu em anos anteriores.

 

Fonte: Força Sindical

酒酿蛋有副作用吗?酒酿蛋从原理上来说丰胸产品,本身是没什么副作用的,鸡蛋和甜酒酿都是日常生活中常用的食物粉嫩公主酒酿蛋,但是酒酿鸡蛋是含有酒精的,如果你对酒精或者鸡蛋过敏粉嫩公主,吃了肯定就会有过敏反应。那不过敏的人群吃多了会有什么副作用呢产后丰胸产品?