Análise da subseção do Dieese na Força sobre o comportamento dos preços da cesta básica

São Paulo é a cidade com o maior valor da cesta, entre as 18 pesquisadas pelo DIEESE

Em janeiro de 2015, o custo da cesta básica de produtos essenciais foi, na capital paulista de R$ 371,22, valor 4,81% maior do que no mês anterior. São Paulo é a cidade com o maior valor da cesta, entre as 18 pesquisadas pelo DIEESE. Com relação a janeiro de 2014, a alta dos produtos essenciais foi de 14,76%.

Devido ao aumento do custo da cesta no mês de janeiro, o trabalhador paulistano cuja remuneração equivale ao salário mínimo necessitou realizar uma jornada de 103 horas e 38 minutos para comprar os mesmos produtos que, em dezembro, exigiam a realização de 107 horas e 38 minutos. Esta redução é consequência da entrada em vigor do novo valor salário mínimo, cuja alta (8,84%) é maior que a variação mensal do custo da cesta. De todo modo, em janeiro de 2014, o tempo de trabalho necessário para a aquisição da cesta era bem menor: 98 horas e 18 minutos.

 

Fonte: Força Sindical