Real é a moeda emergente que mais perdeu valor frente ao dólar no ano

Levantamento foi feito pela 'Bloomberg'.
Moeda brasileira caiu 15,6% frente ao dólar desde o início do ano.

O real é a moeda que mais perdeu valor frente ao dólar este ano entre as divisas de países emergentes, segundo levantamento da "Bloomberg". Desde o início de janeiro, o real perdeu 15,6% de seu valor frente à moeda norte-americana.

A queda, diz a "Bloomberg", foi puxada pela deterioração das perspectivas domésticas e pela piora das condições externas.

"Os fundamentos vão provavelmente manter pressão para que a moeda se desvalorize, mas a magnitude da depreciação vai depender em grande parte das condições da economia dos Estados Unidos e do momento de uma eventual alta na taxa de juros norte-americana", diz o texto.

Os mercados aguardam para os próximos meses que o Federal Reserve, o BC dos Estados Unidos, eleve a taxa básica de juros do país, mantida na mínima recorde de 0 a 0,25% desde 2008. A tendência é que uma alta nos juros norte-americanos provoque a saída de dólares de países emergentes em direção aos EUA - contribuindo para a alta na cotação da moeda nessas regiões.

A forte alta do dólar nas últimas semanas levou a cotação da moeda no Brasil ao maior patamar em mais de dez anos, chegando a ser negociada a R$ 3,30 no dia 19 de março.

Além das pressões interna e externa, o Banco Central anunciou, na terça-feira, o fim do programa de intervenção no câmbio por meio da oferta diária de swaps cambiais (que funcionam como uma venda futura de dólares).

De acordo com o BC, o programa de leilões "forneceu volume relevante de proteção cambial ("hedge") aos agentes econômicos". O fim do programa pode significar mais pressão de alta sobre o dólar, que vem operando nos maiores patamares em mais de 10 anos.

 

Fonte: G1