Energia sobe menos, e inflação pelo IPC-S desacelera em abril

A inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor - Semanal (IPC-S) apresentou variação de 1,22%, abaixo da taxa da última apuração

Nesta apuração, quatro das oito classes de despesa apresentaram variações menores. A maior contribuição partiu do grupo habitação (de 3,71% para 3,31%), com destaque para a tarifa de eletricidade residencial, cuja taxa passou de 22,60% para 17,44%.

Também registraram decréscimo em suas taxas de variação os grupos transportes (de 0,67% para 0,31%), educação, leitura e recreação (de 0,44% para -0,24%) e vestuário (de -0,33% para -0,51%).

Na contramão, mostraram avanço as taxas de despesas diversas (de 0,61% para 0,70%), comunicação (de -0,07% para -0,01%), alimentação (de 1,02% para 1,05%) e saúde e cuidados pessoais (de 0,70% para 0,72%).

Veja a variação de preços de alguns itens:

Gasolina (de 1,82% para 1,03%)

Passagem aérea (de 13,59% para -9,22%)

Roupas (de -0,40% para -0,58%)

Acesso à internet em loja (de 0,48% para 2,40%)

Tarifa de telefone residencial (de -1,08% para -0,89%)

Laticínios (de 1,72% para 2,10%)

Medicamentos em geral (de 0,04% para 0,30%)

Fonte: G1