Fetiasp fará ato nesta segunda-feira para lembrar vítimas de acidentes do trabalho

A Federação pediu aos sindicatos filiados que apresentem os nomes dos trabalhadores que foram vítimas de acidentes do trabalho que resultaram em morte ou mutilações

A Fetiasp (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação do Estado de SP) fará um ato alusivo ao  dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trabalho, nesta segunda-feira (dia 27), das 9 às 11 h, na sede da entidade em São Paulo. A manifestação ocorrerá um dia antes da data fixada pela OIT (Organização Internacional do Trabalho) que é 28 de abril.

A Federação pediu aos sindicatos filiados que apresentem os nomes dos trabalhadores que foram vítimas de acidentes do trabalho que resultaram em morte ou mutilações. No final, serão acesas velas em homenagem a eles.

O presidente da Fetiasp é um dos maiores defensores de medidas de prevenção na área de saúde e segurança do trabalho. Neste ano, com a morte  do mecânico de manutenção Alexandre Oliveira e Silva, no frigorífico da JBS, em Lins, trabalhadores do grupo da Alimentação do Estado de São Paulo, liderados pela Fetiasp realizaram manifestações em frente a empresa  em várias cidades do interior paulista, como Lins, Andradina, Barretos, Epitácio, Jaguariúna e Andradina. "Em casos de acidentes nós não podemos nos calar", declara Melquíades de Araújo.

Dia 28 de abril

O dia Mundial em Memória das Vítimas de Acidentes de Trabalho, lembrado em 28 de abril, surgiu no Canadá por iniciativa do movimento sindical, e logo se espalhou por diversos países, organizado por sindicatos, federações, confederações locais e internacionais.

A data foi escolhida em razão de um acidente que matou 78 trabalhadores em uma mina no estado da Virgínia, nos Estados Unidos no ano de 1969. A OIT, desde 2003, consagra a data à reflexão sobre a segurança e saúde do trabalhador. Desde maio de 2005, o dia 28 foi instituído no Brasil por meio da Lei nº 11.121.

 

Fonte: Força Sindical