Força Sindical faz vigília na Câmara e pede revogação das MPs 664 e 665

Cerca de duzentos sindicalistas vão cobrar a retirada das MPS que restringem direitos

Aproximadamente duzentos sindicalistas da Força Sindical estarão na Câmara dos Deputados nesta semana - a partir de amanhã, 5 de maio -, para sensibilizar os deputados a rejeitarem as Medidas Provisórias (MPs) 664 e 665, que dificultam o acesso ao seguro-desemprego, abono salarial, seguro-defeso, auxílio-doença, auxílio-reclusão e da pensão por morte.

Vale ressaltar que o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, já avisou que irá colocar na pauta da Casa esta semana a discussão e a votação destas MPs.

"Não podemos, em hipótese alguma, admitir a retirada de direitos. Como trabalhadores, não aceitamos pagar a conta de uma crise não fomos nós que criamos", diz Miguel Torres, presidente da Força Sindical, que também estará em Brasília visando sensibilizar os parlamentares sobre a revogação das MPs.
 

Fonte: Força Sindical