Força, CGTB e movimentos sociais: ato contra juros

Os trabalhadores voltam às ruas para se manifestar contra os juros altos um dia antes de o Copom (Comitê de Política Monetária) decidir se aumenta, baixa ou mantém a taxa Selic

Força Sindical, CGTB e movimentos sociais vão protestar contra o aumento dos juros no dia 2, às 10 horas, em frente ao Banco Central , em São Paulo. Os trabalhadores voltam às ruas para se manifestar contra os juros altos um dia antes de o Copom (Comitê de Política Monetária) decidir se aumenta, baixa ou mantém a taxa Selic.

"A crise econômica é resultado da política de privilegiar o setor financeiro, com a transferência de recursos públicos para os bancos, principalmente sob a forma de juros. Em 2014 foram desviados R$ 311 bilhões para o setor financeiro, a maior transferência de dinheiro público já ocorrida no País", destaca Miguel Torres, presidente da Força Sindical.

Além da Força Sindical e CGTB também estarão no ato a CNAB (Congresso Nacional Afro-Brasileiro), a CMB (Confederação das Mulheres do Brasil) e a Umes (União Municipal dos Estudantes Secundaristas de SP).
 

 

Fonte: Força Sindical