Confiança do brasileiro na economia tem pior nível da década, diz pesquisa

O indicador ficou em cem pontos, cinco abaixo do registrado no mês anterior

A confiança do consumidor brasileiro na economia do país voltou a cair em junho. Com a queda, o indicador atingiu o menor resultado da série histórica da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), que tem início em abril de 2005.

"A queda na confiança do consumidor tem sido drástica desde o começo do ano. Ele nunca esteve tão perto do campo do pessimismo quanto agora", afirma, em nota, o presidente da ACSP e da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), Alencar Burti.

O indicador ficou em cem pontos, cinco abaixo do registrado no mês anterior. Valores acima de cem indicam otimismo; abaixo desse patamar, indicam pessimismo. Em junho de 2014, a confiança estava em 140 pontos.

O pessimismo é maior entre os brasileiros de classe mais alta. Na classe AB, o indicador ficou em 81 pontos. Já entre os brasileiros de classe C o indicador ficou em 103 pontos, enquanto entre os de renda menor (DE) a confiança ficou em 109 pontos.

A pesquisa aponta piora generalizada na percepção dos consumidores. Quando perguntados se sua situação financeira atual é boa, apenas 29% responderam que sim (ante 34% em maio). Quando questionados se a situação é ruim, 46% responderam afirmativamente (frente a 40% no mês anterior).

Quanto ao emprego, 24% entendem que estão seguros em seus postos de trabalho (26% em maio). Contudo, 46% dos entrevistados acreditam que estão inseguros (ante 41% no mês anterior).

 

 

Fonte: G1