Reajuste de 9% nas áreas de frango, suínos e massas

O acordo, que estabelece os 9% de reajuste e cesta básica de R$ 180,00, a partir de 15 de agosto

Foi de 9% o reajuste salarial conquistado pelos cinco mil trabalhadores do grupo JBS que atuam nos frigoríficos de frango e de suínos, e na fabricação de massas, no Estado de São Paulo. "O acordo, com pequeno aumento real, foi fechado depois de dois dias de greve em Amparo, base do Sindicato de Itapira. Com a paralisação, a empresa deixou de abater 250 mil frangos", informa José Emílio Contessotto, presidente da entidade.

Os Sindicatos da categoria de Itapira e de  Campinas fizeram a mobilização conjunta em Amparo. "O acordo, que estabelece os 9% de reajuste e cesta básica de R$ 180,00, a partir de 15 de agosto, também será estendido para as unidades da JBS situadas em Jaguariúna, Paulínia e Campinas", declara Marcos Araújo, presidente do Sindicato de Campinas.

"Os 9% foram garantidos apenas para os trabalhadores das unidades de frango, suínos e massas no Estado. Não estão incluídos os frigoríficos de boi", esclarece Araújo. Cada Sindicato decidirá se continua a negociação com a empresa. Por exemplo, o Sindicato de Boituva, que tem unidade da JBS em sua base na cidade de Itapetininga, continuará negociando a cesta básica, "item importante em tempos de inflação alta", diz Zacarias Bezerra da Silva, presidente da entidade.

"O acordo foi importante porque conseguimos quebrar a rigidez imposta pela bancada patronal nas negociações. O trabalho persistente de Melquíades de Araújo, presidente da Federação, e dos dirigentes dos Sindicatos filiados, foi fundamental para o resultado", afirma Marcos Araújo.

Além dos trabalhadores das bases dos Sindicatos já citados, também receberão os 9% os funcionários do JBS de Guapiaçu, Tatuí, Sorocaba, Franca e Rincão.

 

 

Fonte: Força Sindical