Goianos começam a se alinhar

Dificuldades estão sendo superadas. Tempo médio nas cancelas caiu de 40 para 20 segundos

Adaptar-se a mudanças não parece tarefa difícil para os goianos. Após 30 dias do início da operação da praça de pedágio na BR-060, entre Goianápolis e Anápolis, os motoristas mostraram que se habituaram ao serviço. O tempo do usuário nas cancelas caiu de 40 para 20 segundos.

Os goianos se aproximam da meta de 15 segundos na cancela, parâmetros das concessões em outros Estados. Além disso, também se adaptaram à cultura do troco e entregam o dinheiro trocado na hora do pagamento, superando as dificuldades iniciais.

Conforme publicado no POPULAR, muitos motoristas entregavam notas altas para o pagamento do pedágio, e deixavam para procurar o dinheiro quando paravam na cabine. Além disso, a cordialidade das pessoas em desejar bom dia, boa tarde, boa noite ou perguntar se os operadores estavam bem, prolongando uma conversa, também contribuiu para que em horários de picos, filas fossem formadas. Algumas vezes alcançaram até um quilometro do pedágio, resultando em motoristas impacientes e buzinaço.

Ações

Na primeira semana de operação, a Triunfo Concebra identificou falhas operacionais que desencadearam filas pontuais nas quatro praças de pedágio do Estado. Para que a adaptação fosse possível, ações foram desenvolvidas. Foram contratados mais 50 atendentes para as praças, sendo 14 para Alexânia, 16 para Goianápolis, 10 para Professor Jamil e mais 10 para Itumbiara.

No plano de ação consta ainda o sistema "papa fila" em feriados e horários de maior movimento. A empresa afirma que haverá atendente antecipando a cobrança nas pistas. E que os colaboradores estão mais seguros e rápidos na execução da cobrança.

O número de funcionários é de 84 em Goianápolis, 56 em Alexânia, 48 em Professor Jamil e 46 em Itumbiara, todos divididos em quatro turnos. Em relação ao fluxo, a quantidade de veículos registrados diariamente nas praças em Goiás é de 32.700 em Alexânia, 62.200 em Goianápolis, 33.500 em Professor Jamil e 31.700 em Itumbiara.

A concessionária informou que não haverá aumento nas tarifas este ano, pois o mesmo é feito anualmente. A data base de reajuste coincide com a data do início da cobrança, 27 de junho de 2016. Os reajustes de concessões rodoviárias são anuais, corrigidos pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) de acordo com fatores como índice da inflação e obras executadas. E as correções podem ser negativas ou positivas, de acordo com a oscilação da economia.

BR-050

Na BR-050 há duas praças de pedágios em Goiás. A primeira, localizada no km 226, em Campo Alegre de Goiás, está em operação desde o dia 16 de abril. A segunda, no km 413 em Ipameri, iniciou as operações em 17 de maio. Por lá, os goianos já estão mais adaptados. O tempo gasto por eles nas cancelas é de 12 segundos. O fluxo de veículos também é menor.

Em Ipameri passam 3.400 veículos por dia, entre comerciais e de passeio. Em Campo Alegre trafegam diariamente 3.200 veículos, segundo informações da MGO Rodovias, concessionária responsável pelas praças.

"Nos primeiros dias os motoristas confundiam, entravam na pista automática. Foi momento de adaptação. Mas, atualmente, está tudo tranquilo. É uma operação rápida, visto que o número de veículos que trafegam pelas praças é relativamente baixo", diz o gerente de arrecadação da MGO Rodovias, Yavor Breve.

 

Fonte: O Popular