76% das pessoas estão preocupadas em perder emprego, diz pesquisa

Levantamento foi divulgado pela Confederação Nacional da Indústria.
66% dos entrevistados dizem que situação da economia é ruim ou péssima

Os brasileiros estão com mais medo de ficar sem trabalho. Segundo pesquisa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), 76% estão preocupados em ficar sem trabalho, perder o emprego ou ter que fechar seu negócio nos próximos 12 meses.

Em setembro de 2012, esse percentual estava em 60%. "Cabe ressaltar que, em setembro de 2012, 33% estavam muito preocupados, percentual que passou para 62% em junho deste ano", acrescentou a entidade. O levantamento foi realizado pelo Ibope Inteligência com 2002 pessoas em 141 municípios entre 18 a 21 de julho de 2015.

Quanto mais jovens os brasileiros, maior sua preocupação em ficar sem trabalho, perder o emprego ou ter que fechar seu negócio, informou a CNI, com base no levantamento. "Quanto menor a renda familiar dos brasileiros, maior o percentual que se diz muito preocupado com a possibilidade de ficar sem trabalho, perder o emprego, ou ter que fechar seu negócio", acrescentou.

Crise e situação da economia
Segundo a pesquisa, a crise por que passa a economia brasileira é plenamente percebida pela população. A frase "O Brasil está vivendo uma crise econômica" tem a concordância de 86% dos entrevistados, ainda que parcialmente para 20% deles.

"O pessimismo da população em relação à economia se reflete em sua avaliação da situação econômica do país: para 66% da população a situação econômica do Brasil é ruim ou péssima. A avaliação da economia piorou significativamente nos últimos anos: em setembro de 2013 apenas 21% consideravam a situação econômica do país como ruim ou péssima", acrescentou a entidade.

Emprego e mercado de trabalho
De acordo com a CNI, o efeito da crise sobre o emprego também é visível para os brasileiros. Para 59% dos entrevistados o desemprego aumentou muito, enquanto 18% afirmam que ele aumentou um pouco. "As expectativas para o futuro não são positivas. Pouco mais da metade da população acredita que a situação econômica vai piorar nos próximos 12 meses e 71% acreditam que o desemprego irá aumentar", informou.

Além de 76% dos entrevistados estarem com  medo de perder o emprego nos próximos 12 meses, os números mostram que as famílias brasileiras já estão sendo afetadas pelo desemprego: 44% dos entrevistados afirmam que ele(a) ou alguém de sua família perdeu o emprego nos últimos doze meses.

De acordo com a pesquisa, a região Sudeste é a que apresenta maior percepção de aumento do desemprego: 84% afirmam que o desemprego aumentou muito ou aumentou. A região com menor percepção sobre o aumento do desemprego é a Nordeste, com 69% de citações em aumentou muito ou aumentou, informoou a CNI.

"A perda do emprego levou as famílias a reavaliarem sua relação com o mercado de trabalho. Nos últimos 12 meses, 48% dos brasileiros buscaram trabalho extra para complementar a renda. Em 40% das famílias, pessoas que estavam fora do mercado de trabalho tiveram que voltar a trabalhar para ajudar com os gastos da casa", informou a CNI.

Segundo o levantamento, para escapar da crise no mercado de trabalho, os brasileiros intensificaram a busca por qualificação profissional: 24% dos brasileiros voltaram a estudar devido ao medo de ficarem desempregados. Essa atitude foi mais comum entre os brasileiros mais jovens, informou a entidade.

 

Fonte: G1