Rombo na Petrobras pode superar R$ 42 bilhões, diz PF

A estimativa consta em documento de perícia criminal que faz parte de um dos processos da ação.

Um novo laudo da Polícia Federal (PF) aponta que o rombo da Petrobras, por conta de irregularidades investigadas na Operação Lava Jato, pode chegar a R$ 42,8 bilhões. A estimativa consta em documento de perícia criminal que faz parte de um dos processos da ação.

Anteriormente, a PF estima em cerca de R$ 20 bilhões o prejuízo da estatal. Em abril deste ano, a companhia divulgou um prejuízo de R$ 6 bilhões, com a ressalva de que o valor poderia ser alterado mediante novas apurações da Lava Jato.

De acordo com a investigação da Polícia Federal, um grupo de empreiteiras agia em esquema de cartel para pagamento de propina a partidos políticos e funcionários públicos ligados a obras e à Petrobras.

De acordo com o jornal O Estado de S. Paulo, o laudo afirma que "estima-se que os percentuais de lucros excessivos aplicados pelas empreiteiras cartelizadas possam ter variado entre o mínimo de 3%, correspondente aos valores repassados a partidos políticos e aos ex-funcionários da Petrobras, podendo chegar a até 20%".

O documento elaborado pela PF ainda mostra uma tabela com os pagamentos efetuados pela estatal a 27 empreiteiras. O valor total seria de R$ 215,67 bilhões. O desvio de propina a agentes públicos e políticos seria de R$ 6,42 bilhões, o mesmo valor lançado no balanço deste ano.

 

Fonte: MAIS GOIÁS