Bom relacionamento atrai bom rendimento

Saiba como ter uma boa relação com o chefe, sem ser bajulador. Respeito e comunicação clara e objetiva são pontos fortes

É comum encontrar comparações entre a relação com a empresa em que se trabalha e um relacionamento amoroso, afinal, ambos competem por atenção e, em geral, convive-se mais com a equipe de trabalho do que com o cônjuge. Mas, como manter um bom convívio com os colegas de escritório e o chefe sem ser um puxa-saco?

Sabe-se que a relação no ambiente de trabalho impacta diretamente no bem-estar do profissional, além da produtividade e capacidade de manter o foco. De acordo com a terapeuta e coaching de carreiras, Lucélia de Carvalho Borges, é importante saber que o bom convívio deve ser mantido não só com o chefe, mas com todos os colaboradores da empresa.

"Uma pessoa que tem boa comunicação, um bom relacionamento com os demais, é facilmente lembrada. Além disso, ela tem capacidade para receber novas propostas, atingir novas oportunidades e galgar outros cargos", garante.

Ainda segundo ela, o chefe deve ser tratado como todos, onde haja reciprocidade e respeito. "Além disso, o profissional deve ter equilíbrio emocional, estar sempre atualizado com a área de negócio em que atua, pois é impossível manter uma boa relação com os superiores sem saber aquilo que faz, independente da empresa", completa.

Se o profissional possui talento, isso será notado naturalmente. A líder de Recursos Humanos da Global Empregos, Marília Costa, afirma que, se o colaborador é inteligente e tem habilidade naquilo que faz, não precisará fazer esforços para que seu trabalho seja reconhecido.

Insatisfação

No caso dos profissionais que se sentem insatisfeitos com os superiores ou colegas de trabalho, Marília orienta que o principal aspecto é manter a comunicação clara e objetiva. Saber se expressar da melhor maneira, sempre com educação, também são pontos positivos para melhorar o ambiente de trabalho, tornando-o mais agradável.

"Muita gente deixa o emprego por não ter um bom clima com o gestor e não conseguir contornar a situação", diz. Além disso, a especialista ressalta que um profissional que não possui um bom relacionamento com seus superiores está propenso a ser desmotivado e, com isso, não ter rendimento dentro da empresa.

"É um ambiente onde o subordinado passa mais tempo com a equipe do que com a família. Então a partir do momento que não possui uma relação tranquila, não conseguirá manter o respeito e o profissionalismo, proporcionando a queda do desempenho", complementa.

 

 

Fonte: O Popular