Até agora 52% do grupo de risco do H1N1 foi imunizado

Próximas vacinas até o dia 30

A falta de vacinas contra a gripe H1N1, ou Influenza A, preocupa as pessoas do grupo de risco em Goiânia, como a aposentada Natalícia Custódia de Souza, de 80 anos. "A gente não encontra para tomar. Assim que chegar aqui na região, vou correr para tomar a vacina", lamenta, moradora do Setor Parque Tremendão, na Região Noroeste. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) confirma que distribuiu ontemas últimas 2.650 doses entre sete unidades para a segunda semana da campanha de vacinação na capital, que começa hoje.

No início da mobilização, a população encontrava as doses em 86 postos na cidade, segundo a pasta.

A expectativa da Secretaria Estadual de Saúde de Goiás (SES-GO) é de que o Ministério da Saúde (MS) envie mais doses da vacina até o próximo dia 30, batizado como dia D de mobilização nacional e que marca o início da campanha em todo o País.

No território nacional, a vacinação deverá seguir até o dia 20 de maio. Na capital, o déficit de vacinas é um dos reflexos da antecipação dos trabalhos de imunização, que começaram terça-feira passada. Outros 78 municípios goianos adiantaram a data da campanha.

As sete unidades que receberam as últimas doses do estoque de 175 mil vacinas foram escolhidas por terem a maior demanda na cidade.

A pasta acrescenta que 52% das pessoas do grupo de risco já foram vacinadas na capital.

Fonte: O Popular