Tenho conta na Caixa, mas não recebi o dinheiro do FGTS inativo. O que fazer?

Tenho conta na Caixa, mas não recebi o dinheiro do FGTS inativo. O que fazer?

FGTS Contas Inativas

Um dos motivos para algumas contas inativas não terem sido creditadas automaticamente é que os dados do FGTS não estão iguais ao do cadastro da conta do beneficiário.

Trabalhadores que têm conta na Caixa Econômica Federal e que estão dentro do calendário de março para fazer os saques das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) têm relatado que os valores não têm caído automaticamente na conta poupança que eles têm no banco, conforme a própria Caixa havia anunciado que iria acontecer.

SAIBA TUDO SOBRE O SAQUE DE CONTAS INATIVAS DO FGTS

Podem retirar o dinheiro do FGTS inativo os trabalhadores que pediram demissão ou foram demitidos por justa causa até 31/12/2015. Uma conta fica inativa quando deixa de receber depósitos da empresa devido à extinção ou rescisão do contrato de trabalho. O trabalhador, no entanto, não pode sacar o FGTS de uma conta ativa, ou seja, que ainda receba depósitos pelo empregador atual.

De acordo com a Caixa Econômica Federal, um dos motivos para algumas contas inativas não terem sido creditadas automaticamente é que não estariam com os dados do FGTS iguais ao do cadastro da conta do beneficiário.

Neste caso, o banco aconselha que o trabalhador vá até uma agência e leve os seguintes documentos: número de inscrição do PIS/PASEP, documento de identificação e comprovante de finalização do contrato de trabalho (Carteira de Trabalho ou termo de rescisão do contrato de trabalho).

De acordo com o banco, o correntista pode verificar se o valor está liberado para saque através de seu Cartão do Cidadão ou procurar uma das agências com os documentos acima citados.

Em caso de divergência de valor depositado, que não bata com o que aparecia na consulta ao saldo, o beneficiário deve ir até uma das agências com identidade e Carteira de Trabalho.

O saque das contas inativas do FGTS começou no dia 10 de março e vai até o dia 31 de julho. Poderão retirar o dinheiro os trabalhadores que pediram demissão ou foram demitidos por justa causa até dezembro de 2015. O saque seguirá um calendário de acordo com a data de nascimento do beneficiário.

As agências da Caixa Econômica Federal vão abrir em três sábados, até julho, para atender somente aos interessados em sacar o dinheiro. Serão 1.841 agências abertas nos seguintes sábados: 13 de maio, 17 de junho e 15 de julho. O horário de funcionamento será das 9h às 15h. A relação das agências consta no site http://www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/fGTS/contas-inativas/agencias/Paginas/default.aspx

Saques

Para clientes da Caixa que tenham conta poupança individual, o crédito será realizado automaticamente, conforme calendário. O valor estará disponível na conta no dia da abertura do calendário mensal.

Já os correntistas da Caixa poderão optar em receber o crédito em sua conta corrente pelo site www.caixa.gov.br/contasinativas ou pelo telesserviço 0800 726 2017.

Caso o trabalhador tenha conta corrente ou poupança conjunta, ele também terá que autorizar o crédito no portal da Caixa (www.caixa.gov.br/contasinativas) ou pelo telefone 0800 726 2017.

Todos os trabalhadores que possuírem conta poupança individual na Caixa Econômica Federal e tiveram seu saldo inativo do FGTS creditado automaticamente poderão pedir a transferência do valor para outro banco até o dia 31 de agosto. Não haverá custo nessa operação.

Os trabalhadores que não têm conta na Caixa poderão transferir esse dinheiro, independente do valor, para contas correntes ou contas poupança de qualquer banco, sem custo. Para isso, basta que o titular da conta inativa vá até uma das agências da Caixa, na data prevista no calendário divulgado pelo governo, e peça a transferência.

Fonte: G1