Inflação anual fica abaixo do piso da meta pela primeira vez

Inflação anual fica abaixo do piso da meta pela primeira vez

Mercado

A inflação no Brasil foi de 0,44% em dezembro, a maior alta entre os meses do ano. Ainda assim, a inflação fechou 2017 em 2,95%, a menor taxa em quase duas décadas.

O acumulado anual foi o menor desde 1998, quando o IPCA foi de apenas 1,65%, e ficou 3,34 pontos percentuais abaixo dos 6,29% registrados em 2016. Os números são medidos pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e foram divulgados na manhã desta quarta-feira (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A meta para o IPCA de 2017 era de 4,5% com tolerância de 1,5 ponto percentual para cima (6%) ou para baixo (3%). Isso significa que a inflação ficou abaixo do piso da meta do governo pela primeira vez desde que o regime de metas de inflação foi estabelecido em 1999. O desemprego, o medo de ser demitido e a fraqueza da atividade econômica puxam a inflação para baixo, pois reduzem o consumo das famílias e, portanto a pressão de demanda.

No IPCA, o grande responsável pela queda da inflação é o grupo Alimentação e Bebidas, que responde por cerca de um quarto do índice e teve queda acumulada de 1,87% no ano. Na outra ponta, os três grupos que mais puxaram a inflação para cima foram Habitação, Transportes e Saúde e Cuidados Pessoais. Juntos, eles representaram 2,45 p.p., ou 83% da taxa final. 

Fonte: Revista Exame